segunda-feira, 23/06/2014

Descoberta carta de autor de Sherlock Holmes afirmando crença no Espiritismo

Uma carta inédita do escritor escocês e criador do detetive Sherlock Holmes, Arthur Conan Doyle (1859-1930), foi descoberta e nela é confirmada sua firme crença no Espiritismo.  

Na carta o escritor se mostra preocupado com seu filho que lutava na I Guerra Mundial. “Não tenho medo da morte da criança. Desde que me tornei um espiritualista convencido, a morte se transformou em uma coisa desnecessária, mas temo enormemente a dor e a mutilação”, dizia a carta que está exposta desde o dia 19/06 na Biblioteca Britânica, em Londres. 

Sobre Arthur Conan Doyle 
Nascido em 22 de maio de 1859, em Edimburgo, Arthur Conan Doyle é o autor da famosa série Sherlock Holmes. Mas além deste personagem, o escritor destacou-se em todo o mundo também como um lúcido escritor espírita, revelando notável compreensão da tríade Ciência, Filosofia e Religião. Na ocasião do lançamento da primeira edição da obra História do Espiritismo, de sua autoria, a revista inglesa Light destacou o equilíbrio e a  imparcialidade com que o assunto foi abordado. O próprio autor defendia a ideia de que o Espiritismo tivesse sua história escrita, e afirmava que o objetivo da obra não era o de fazer propaganda de suas convicções, mas o de historiar o próprio movimento espírita. Conan Doyle desencarnou em 7 de julho de 1930, em Cowborough, na Inglaterra.
 
Obtenha outras informações: http://www.bl.uk/

MENU

ÚLTIMAS NOTÍCIAS




FEB EDITORA

BOLETIM EDITORIAL

BOLETIM INSTITUCIONAL

REVISTA REFORMADOR

Revista que aborda temas relacionados com Ciência, Filosofia e Religião à luz do Espiritismo e com o Movimento Espírita brasileiro e o internacional.

ASSINE