Home > Colunista > Aceita a vida

Aceita a vida

Psicografia de Divaldo Franco pelo Espírito Joanna de Ângelis
 
Atitude reprochável negar-se o homem a lutar pelo seu progresso espiritual, seja qual for a justificativa em que se busque apoiar.
O solo mais árido, convenientemente corrigido, torna-se abençoado jardim e pomar.
A água contaminada, experimentando tratamento conveniente, faz-se potável e útil.
A pedra bruta, sob rigoroso cuidado, submete-se ao escultor e revela formas primorosas.
Os metais rijos, necessariamente aquecidos, amoldam-se a formas e situações diversas.
O homem, desejando educar-se e instruir-se, supera quaisquer impedimentos.
A vida são as finalidades superiores, estabelecidas pela Divindade, que ninguém pode evitar.
O crescimento é fenômeno natural, a parada faz-se por opção pessoal e o recuo nunca se dá.
Toda conquista se incorpora ao patrimônio do Espírito, que pode, temporariamente, não a utilizar, porém, jamais se perde.
Aceitar a ignorância e submeter-se-lhe é forma de preguiça e desinteresse pela vida.
Contentar-se na inferioridade é manifestar lamentável estado de morbidez.
Todo anseio deve ser dirigido para a conquista, a perfeição.
*
Renasceste para alcançar os objetivos elevados.
Reúnes experiências, que somam lições a se transformarem em aprendizagem libertadora.
O que te parece de difícil logro constitui desafio e não impedimento.
Toda sombra tem como gênese a luz ausente.
Fracasso é somente uma tentativa que não deu certo.
Desequilíbrio é resultado de erro do próprio comportamento.
Enriquece-te de amor e inicia a sua vivência aprimorando-te.
O pão precioso, relegado ao abandono, apodrece.
A terra feliz, em desprezo, converte-se em matagal ou deserto.
Tudo depende do que se deseja, para que se quer e como se pretende conseguir.
Concede-te a bênção da luta edificante, sem muletas desculpistas.
Os que atingem quaisquer alturas passaram pelos trâmites difíceis e venceram as baixadas.
*
Disse Jesus: “Tudo é possível àquele que crê”, afirmando que acreditar é forma de motivar se à ação que propicia os resultados compatíveis com os objetivos de que se reveste.
Jamais te negues o recomeço, outra oportunidade, o esforço pessoal.
A chegada em triunfo é o somatório dos passos que venceram a distância.
Aceita a vida e ganha-a com alegria para o teu próprio bem.
 
(Mensagem psicografada pelo médium Divaldo Pereira Franco em 12 de agosto de 1980, em Faro, Portugal, e publicada como Mensagem do Mês na Revista Presença Espírita de janeiro de 1981.)