Home > Colunista > Diretrizes espirituais

Diretrizes espirituais

GERALDO CAMPETTI SOBRINHO

A visão de futuro que a Espiritualidade tem revelado gradativamente aos homens da Terra é de longo alcance. Podemos observar essa amplitude quando estudamos atentamente os preciosos conteúdos disponibilizados nas obras A Caminho da Luz e Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho, ambas recebidas pelo cândido Chico Xavier e ditadas pelos Espíritos Emmanuel e Humberto de Campos, respectivamente, ainda no final da década de 1930.

Em páginas instrutivas e consoladoras, a explicação didática e reveladora dos autores espirituais, publicadas pela editora da Federação Espírita Brasileira, representa verdadeiro roteiro, que nos enseja relativa serenidade, quando conjunturas políticas, sociais e espirituais de difíceis soluções mostram-se, com veemência, aos nossos olhos.

A Caminho da Luz é uma síntese histórica da evolução da Humanidade, enquanto Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho apresenta a missão espiritual destinada ao nosso país. Os dois livros deixam transparecer a assistência espiritual
em todos os momentos decisivos da jornada evolutiva, demonstrando que o Cristo de Deus conduz, com indiscutível competência, o leme da embarcação terrestre.

É preciso perseverar no caminho, com segurança e determinação, convictos de que não estamos sós nessa longa jornada. A orientação espiritual nunca falta, e sempre temos sido estimulados com mensagens que traçam estratégias adequadas ao comportamento ético e moral que deve pautar nossa vida, na condição de Espíritos encarnados em rumo ascensional gradativo, mas constante.

Assim, temos recebido anualmente, no encerramento da Reunião Ordinária do Conselho Federativo Nacional, a presença consoladora do Benfeitor Bezerra de Menezes, coordenador espiritual das ações do Movimento Espírita brasileiro.

Para verificarmos a relevante contribuição desse apoio superior, relacionamos a seguir o ano, o título e breve descrição do conteúdo das mensagens ditadas por Bezerra de Menezes a Divaldo Franco, na última década, no encerramento do CFN, no 4º Congresso Espírita Mundial em Paris (2004) e no 3º Congresso Espírita Brasileiro (2010):

2001 – Fidelidade a Jesus e a Kardec 

Fidelidade a Jesus e a Allan Kardec é a proposta de sempre nestes 144 anos de divulgação da abençoada Doutrina Espírita.
Fiéis aos postulados da Codificação, demos direito aos outros de se movimentarem nos níveis de consciência em que se encontram sem nos perturbarmos com qualquer expressão aguerrida de combate ou de destruição. O Senhor não deseja a morte do pecador, mas o desaparecimento do pecado. Vós – como nós outros – que amais a Jesus, esculpi-o em vosso Espírito, avançando com segurança para os dias de amanhã e apreendendo com as experiências do cotidiano a não repetir equívocos, e quando esses ocorram, a vos levantardes seguindo confiantes porque se o hoje é o nosso dia, amanhã é o momento da nossa paz. 

2002 – Compromisso com a Fé Espírita

[…] Aprendemos com Jesus, que muitas vezes é necessário perder em determinado momento para poder estar em paz a partir daí e de triunfar na glória desenhada pela verdade.A nossa preocupação de mudar o mundo não pode abandonar o compromisso da nossa mudança interior. O nosso compromisso com a fé espírita é de urgência e todos os esforços devem ser envidados para conseguirmos esta meta.

2003 – Brilhe a vossa luz

Mantende o espírito de paz, preservando os objetivos abraçados e, caso necessário selar vosso compromisso com testemunho, não titubeeis.

Cristo ou Mamon? É fácil eleger aquele que deu a sua pela nossa vida, ensinando-nos  ansuetude, retidão e paz.

Meus filhos, é necessário que os atos confirmem as palavras e que o Espírito do Cristo, habitando em nós, seja a nossa resposta aos desafios do momento, trabalhando em favor do meio-dia da madrugada que começa.

2004 – Jesus, Sol de primeira grandeza (4º Congresso Espírita Mundial, Paris)

Espíritas do mundo, aqui reunidos: tende como templo o Universo, como nos disse Léon Denis, o Apóstolo do Espiritismo
francês, mas conduzi Jesus em vossos corações, em vossas palavras, em vossos atos. Semeai a claridade inapagável da
Doutrina Espírita onde fordes.

2004 – Prosseguimento na luta

Não podemos negar que este é o grande momento de transição do Mundo de Provas e de Expiações para o Mundo de Regeneração. Trava-se em todos os segmentos da sociedade, nos mais diferenciados níveis do comportamento físico, mental e emocional, a grande batalha.

O Espiritismo veio para estes momentos, oferecendo os nobres instrumentos do amor, da concórdia, do perdão e da compaixão.

Iluminou o conhecimento terrestre com as diretrizes próprias para o encaminhamento seguro na direção da verdade.

2005 – O Sal da Terra

Vivemos o momento da renovação social prevista pelo emérito Codificador, como sendo a etapa última que o Espiritismo
vivenciaria na Terra, inaugurando o Mundo de Regeneração.[…]

A vós, que sois o sal da Terra, cabe a tarefa de desenvolver este postulado doutrinário de renovação do mundo, iniciando essa renovação em vós próprios, trabalhando os metais do mundo íntimo para que se tornem maleáveis ao amor e nele insculpam a promessa de Jesus de que a felicidade, não sendo deste mundo, pode ser alcançada através dele.

2006 – Vivência do Amor

Embora pareça que a sociedade marcha para o caos, o Grande Nauta conduz com segurança a barca da Terra e sabe que esses acidentes na lei do progresso não conseguem impedir o desenvolvimento intelecto-moral das suas criaturas.
Iluminai as vossas consciências, portanto, e amai até sentirdes plenamente a presença do Amor não amado…

2007 – O Médio-dia da Era Nova (Reunião Extraordinária do CFN, 12 de abril)

No momento da grande transição por que passa o planeta terrestre, marchando para mundo de regeneração, a palavra de Jesus restaurada pelos Espíritos imortais alcança as mentes e os corações, inaugurando o período da legítima fraternidade entre as criaturas.

[…]

A luta prossegue sem quartel, convidando os discípulos fiéis do Mestre incomparável à vigilância, à ação, ao devotamento
integral à causa da verdade.

2007 – Sem adiamentos

Os desafios que se multiplicam constituem a grande prova através da qual nos recuperamos dos delitos graves contra nós mesmos, o nosso próximo, a sociedade, quando pervertemos a mensagem de amor inspirados pelos interesses vis a que nos afeiçoávamos.

Agora é o grande instante da decisão. Não há mais lugar para titubeios, para postergarmos a realização do ideal.

2008 – Construtores do amanhã

Permanecei devotados, esquecei as diferenças e recordai-vos da identidade dos conceitos, deixando à margem os espículos,
os desvios de opinião, para, unidos, pensarmos juntos, na construção do amor por definitivo em nosso amado planeta.
Vossos guias espirituais assistem-vos e Ismael, em nome de Jesus, guia-vos.

2009 – Era Nova de divulgação do Reino de Deus

Os Espíritos, encarregados de dirigir a nacionalidade brasileira, acompanham o momento político e social da Pátria do Evangelho e Jesus está no leme da barca terrestre. Não duvideis, mesmo quando tudo parece conspirar contra a ordem, a legalidade, o dever. As Vozes dos Céus proclamam a Ordem Superior e mandam que desçam, às sombras terrestres, os Emissários da Verdade para a grande restauração.

Sois os abridores dos caminhos do porvir, como outros o fizeram para vós.

2010 – Momento da gloriosa transição (3o Congresso Espírita Brasileiro)

…Estamos agora em um novo período. Estes dias assinalam uma data muito especial, a data da mudança do mundo de provas e expiações para mundo de regeneração. A grande noite que se abatia sobre a Terra lentamente deu lugar ao amanhecer de bênçãos. Retroceder não mais é possível.

2010 – Rumos para o Futuro

São estes os momentos graves definidores de rumos para o futuro. Não é mais possível retroceder! O que está planejado pelo Senhor e em plena execução seguirá o seu processo de materialização na Terra. No entanto, é necessário prudência. Que o entusiasmo não se faça exagerado diante das conquistas logradas. O êxito de qualquer empreendimento somente
pode ser considerado após concluído. E, enquanto estamos na sua execução, rondam-nos perigos, ameaças e armadilhas.
Viveis o momento significativo que precede a madrugada da Era Nova.

A leitura sobre o valioso conteúdo apresentado nos extratos das mensagens desperta-nos algumas reflexões:

• a esperança em dias melhores e a segurança do comando de Jesus;

• o compromisso com a fidelidade e a divulgação espírita;

• a vivência dos postulados doutrinários;

• a participação no processo desafiador da transição planetária; e

• a inadiável necessidade de renovação íntima e testemunho pessoal.

São oportunas diretrizes espirituais…

Cumpre-nos fazer a nossa parte, com dedicação e zelo, conscientizando-nos de que Jesus e Ismael confiam no desempenho individual e coletivo para a definitiva implantação do Reino de Deus no coração de cada um de nós e, por consequência, na
abençoada embarcação terrestre que nos conduzirá a um futuro feliz.

Referências:

XAVIER, Francisco C. Brasil, coração do mundo, pátria do evangelho. Pelo Espírito Humberto de Campos. 33. ed. 2. reimp.
Rio de Janeiro: FEB, 2010.

______. A caminho da luz. Pelo Espírito Emmanuel. 37. ed. 3. reimp. Rio de Janeiro: FEB, 2010.

Reformador: dez. 2001, p. 10(360)-11(361); dez. 2002, p. 8(358)-9(359); dez. 2003, 8(446)-9(447); dez. 2004, 17(455); jan. 2005, p. 8(10)-9(11); dez. 2005, 8(446)-9(447); dez. 2006, p. 8(446)-9(447); jun. 2007, p. 8(214)-9(215); jan. 2008, 8(6)-9(7);
jan. 2009, 8(6)-9(7); jan. 2010, 8(6)-9(7); jun. 2010, 8(222); jan. 2011, p. 8(6)-9(7).

 

Opes de privacidade